Tecnologia

Surf em Curitiba: tecnologia inédita permite a construção de piscina ondas coberta e aquecida na capital

Mesmo com mais de 100 quilômetros dividindo Curitiba e o litoral, em breve, curitibanos vão poder praticar surf sem sair da cidade. O Surf Center Curitiba, primeira piscina de ondas aquecida e coberta do mundo, já tem data para ser inaugurada na capital paranaense.

Com mais de 1,4 mil metros quadrados, a piscina de ondas da Surf Center irá oferecer ondas adaptáveis para todos os surfistas, de crianças a adultos de todas as idades, desde os praticantes iniciais até os profissionais do esporte.

Através da tecnologia, desenvolvida após oito anos de estudos, pessoas com diferentes níveis de habilidade podem surfar no mesmo horário. A tecnologia identifica o praticante do esporte, produz a onda conforme suas habilidades e avisa o momento que a onda perfeita para ele irá entrar na piscina. As ondas podem variar de meio metro a um metro, com duração de 8 a 12 segundos, com até 240 ondas por hora. A previsão é que a inauguração do espaço aconteça no segundo semestre de 2024.

“Não é sempre que tem onda ou que a previsão acerta. A Surf Center nasceu do sonho de ter uma onda boa, para manter o surf no pé, na hora marcada, a qualquer hora do dia”, afirma Fabricio Stedile, um dos idealizadores do projeto.

O Surf Center é uma iniciativa dos irmãos Luiz Pexe e Vilson Balioli, sócios fundadores da Brasil Surf; Daniel Linhares, responsável pelo projeto de desenvolvimento da piscina; o economista Marcelo Piragibe Santiago; os empresários Thiago Zonin e Marlus Senger; além de Fabricio.

Tecnologia 100% brasileira
Para conceber a ideia de surfar todo dia, longe do mar, independente das condições climáticas, a tecnologia foi a aliada número um. Foram oito anos para desenvolver um sistema gerador de ondas que competisse com as tecnologias de terceira geração existentes no mercado.

O gerador de ondas da Surf Center é o primeiro 100% nacional no segmento de ondas artificiais dinâmicas com patente depositada. Com tecnologia inteligente, a flexibilidade permite criar diversos tipos de ondas, exclusivas para cada praticante, além de baixo custo operacional e de manutenção, já que o mecanismo para a fabricação das ondas fica fora da água.

A piscina de ondas pode ser replicada em qualquer lugar, em um espaço de um pequeno campo de futebol. Com 40 x 90 m, já é possível reproduzir a tecnologia exclusiva da Surf Center. “Não há limite máximo de área, pois nossa tecnologia é modular, ou seja, mais módulos podem ser adicionados para estender o comprimento das ondas e, consequentemente, o tempo de surf”, afirma Fabrício.

A acessibilidade e menor custo de implantação já gerou interesse pela piscina de ondas da Surf Center em outras localidades. “Estamos em negociação em locais como Brasília, Grande ABC, São Paulo, Mato Grosso do Sul, interior do Paraná e Nordeste, com expectativa de inaugurar 20 novos Clubes de Surf nos próximos cinco anos, por todo o Brasil e também no exterior”, comemora o idealizador.

A pesquisa para desenvolvimento da Surf Center contou, desde o início, com o feedback de surfistas profissionais, para aprimorar a tecnologia desenvolvida de acordo com suas visões e experiências, tanto para o treinamento como para oferecer competições de surf.

Em janeiro, a Surf Center recebeu em seu centro de pesquisa e desenvolvimento o campeão mundial de surf Adriano de Souza, para conhecer o protótipo em escala 1:10 e analisar a qualidade das ondas da primeira piscina com tecnologia 100% brasileira.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo